Loja Kick Push Wear

Mulheres no Hip-Hop

 Imagem relacionada


Elas são de todas as cores, jeitos, personalidades e encantos, mas o mais importante é que são mulheres.

Como bem sabemos, dia da mulher é todo o dia, mas como é no mês de março que a sua luta é ainda mais visível, nós da Kick Push não poderíamos deixar de falar mais sobre essas guerreiras do nosso dia-a-dia.

E sim, guerreiras, apenas por serem mulheres.

Sua luta parece começar antes mesmo de sua vida começar: a luta contra os estereótipos que já lhe serão impostos ainda na barriga de sua mãe.

A partir daí meu amigo, a vida delas não é mole não.

Para conquistar seus objetivos e correr atrás de um mundo mais igualitário, as mulheres passam poucas e boas.

E não estamos falando apenas das nossas grandes ativistas conhecidas, mas também de todas as mulheres de nossas vidas.

Mas, como se não bastasse, quando mulheres conseguem cargos de alto poder ou um reconhecimento perante a sociedade, ainda tem que lidar com o preconceito e as artimanhas daqueles que desgostam de sua situação.

Um grande exemplo disso foi a ascensão das mulheres no hip-hop, e é esse o nosso tema de hoje.


No início

Como é de conhecimento geral, o hip-hop inicialmente era um movimento completamente masculino, onde também eram comuns – e infelizmente ainda é – criarem músicas que tratavam mulheres como meros objetos e ainda incitavam a violência.

Desse modo, quando algumas mulheres – de grande coragem, obviamente – tentaram se inserir no ramo, a falta de aceitação foi praticamente absoluta.

Nesse meio, surgiram figuras de grande importância para a luta das mulheres no hip-hop, como Queen Latifah, por exemplo.

Foi por meio dela que o mundo pôde ouvir o single “U.N.I.T.Y”, canção que relata um relacionamento abusivo em forma de protesto contra a violência.


Talvez seja nesse momento que as mulheres que já se identificavam com o hip-hop tenham visto o quanto a representatividade feminina podia ser útil dentro desse gênero.

Afinal, além de mostrarem seus talentos nas rimas e nos flows, também poderiam lutar contra as diversas injustiças e violências praticadas contra o público feminino em geral.

 
Contribuição feminina para a evolução do hip-hop

Bom, não teve jeito, as mulheres entraram de vez no hip-hop, e lutavam cada vez mais pelo seu espaço.

Com isso, também contribuíram para o “aprimoramento” da cultura.

O hip-hop já era um movimento cultural que visava lutar contra as injustiças cometidas para com as minorias sociais, lutando principalmente contra os “poderosos” da sociedade.

Com a inserção ativa das mulheres nessa luta, o hip-hop também passou a ter ideais ainda mais inclusivos, lutando contra a violência contra a mulher e contra a desigualdade de gênero.

 Sendo assim, apesar de haver quem não apoiasse tanto a mulher ativa dentro da cultura hip-hop, o reconhecimento das mesmas não foi totalmente ofuscado.

 
Atualmente

Depois de décadas e mais décadas de luta, é hoje em dia que as mulheres estão realmente alcançando todo o espaço que merecem.

Com o crescimento do movimento feminista e com a conscientização da população sobre os direitos femininos, cada vez aparecem mais rappers de responsa no cenário internacional e nacional.

Fora do Brasil temos rappers como Rihanna, Nicki Minaj, Iggy Azalea, M.I.A, Missy Elliot, entre várias outras que mostram para o que vieram.

Agora, falando da representatividade no Brasil, temos nomes importantes como Karol Conka, Negra Li, Yzalú, Nabrisa, entre outras.

Também é importante lembrar que o rap feminino no Brasil demorou um pouco mais para ter visibilidade, muito pela cultura mais machista que levamos por aqui – mas que já está mudando, felizmente.

Por isso, é sempre muito importante valorizar o trabalho dessas guerreiras, afinal, só estaremos contribuindo para a nossa evolução além de curtir muita música boa.

E essa é a homenagem da Kick Push Wear nesse mês das mulheres, e isso para todas sem exceção, sejam rappers ou não. Até porque, lugar de mulher é onde ela quiser.

Gostou do nosso texto Deixe seus comentários, compartilhe esse conteúdo com seus amigos e siga a Kick Push Wear no Facebook, Instagram e YouTube.



Nenhum comentário

Kick Push Wear. Tecnologia do Blogger.