Loja Kick Push Wear

Artista do Mês da Kick Push - Baco Exu do Blues



 Resultado de imagem para baco exu do blues

E agora é fevereiro, o mês do carnaval. Sendo assim, nada mais justo do que trazermos como Artista do Mês da Kick Push alguém que esteja bombando nessa época.

Diogo Moncorvo, mais conhecido como Baco Exu do Blues é o cara certo para isso.
Nascido em 11 de janeiro de 1996 na cidade de Salvador, Bahia, Baco é uma das novas revelações do hip-hop nacional.

Sem intenções de sair da cidade natal, Baco tem o intuito de “dar uma chacoalhada” no cenário musical do rap baiano, e vem conseguindo isso com muito êxito.

Seu nome, muitas vezes considerado um pouco “estranho”, traz uma incrível mistura entre a cultura grega, africana e ao blues, ritmo criado pelos negros americanos.

Segundo Baco em entrevista: “Gostava de blues e sempre me interessei por mitologia, por história. Baco é o deus do vinho, da loucura. Já Exu é o orixá que abre caminhos. Sempre soube que não era o demônio, como as pessoas diziam, mas não tinha dimensão exata do que representava”

Para ele, tudo começou no ano de 2016, com o lançamento do sinlge diss “Sulicídio”, em parceria com o MC pernambucano Diomedes Chinaski.



O single foi um baque, tanto para fãs quanto para a crítica, afinal, fez uma crítica e tanto à centralização do hip-hop/rap no eixo Rio-São Paulo, colocando literalmente o dedo na ferida.

Baco não poupou sequer nomes famosos do cenário do rap nacional, como Costa Gold, Doncesão, Nog e Nocivo Shomon. Por esse motivo, “Sulicídio” teve algumas das chamadas “respostas”, como “Discarrego” do Nocivo Shomon, por exemplo.

Esse single mostrou sem segredos o descontentamento do pouco caso que a mídia e os artistas do eixo Rio-São Paulo fazem ao rap e cultura nordestina.

Baco Exu também participou do famoso Poetas no Topo, na sua segunda versão, deixando as coisas ainda mais animadas para o seu lado.

Porém, além da fama repentina, Baco também sofreu muito com a repercussão negativa do seu single “Sulicídio”, pois como ele mesmo afirmou: “para atingir os fiéis de um bagulho, você tem que atingir o deus deles”, e isso lhe trouxe consequências.

Com isso, Baco passou por uma fase muito escura com a depressão e toda a pressão que a mídia e seus próximos colocaram nele.

Mas, apesar de tudo, conseguiu superar, vindo com um lançamento que prometia abalar mais uma vez o cenário do rap nacional: seu álbum Esú.

Logo na primeira semana praticamente todas as 10 canções que compunham o álbum viraram hits, abalando a crítica e fazendo com que Baco fosse ovacionado pelos ouvintes.

Em todas as músicas fica nítido as manifestações das diversas críticas à sociedade e aos preconceitos sofridos por ele mesmo e por diversos outros rappers nordestinos.

E apesar do próprio Baco achar que a música “A Pele em que Habito” seria o ápice de seu álbum, por mostrar muito do que é ser negro, foi “Te Amo Disgraça” que mais chamou atenção.




A música se tornou uma verdadeira declaração de amor para muitas pessoas, afinal, como o próprio Baco disse: mostra a verdade nos relacionamentos, sem “romantizar” as coisas.

Muitas vezes Baco citou a sua depressão e fase “pós-Sulicídio”, com “Se eu tivesse morrido pós-Sulicídio já seria um mito” em “Oração à Vitória” e com “Sua expectativa em mim está me matando”, no interlúdio “Em Tu Mira”.




Após o lançamento de Esú, Baco tinha tudo para sair de Salvador e alavancar ainda mais sua carreira no sul do país, mas não foi isso que ele fez, pois seria contra tudo que já tinha lutado.

Segundo ele numa entrevista para a Rolling Stone Brasil, “Não posso sair daqui simplesmente porque as coisas são mais fáceis aí. Eu tenho que fazer aqui ficar mais fácil”.

Assim, a carreira e a luta de Baco Exu do Blues continua, sempre mostrando em suas músicas a verdade da fragilidade divina e da força humana.

E é por admirar isso que nós da Kick Push escolhemos o Baco como Artista do Mês da Kick Push, e esperamos que ele nos traga mais surpresa nesse ano.


Gostou do nosso texto Deixe seus comentários, compartilhe esse conteúdo com seus amigos e siga a Kick Push Wear no Facebook, Instagram e YouTube.


Nenhum comentário

Kick Push Wear. Tecnologia do Blogger.