Loja Kick Push Wear

Artista do Mês Especial KPW - Artistas Grunges



 Imagem relacionada

Dezembro, fim de ano. Depois de uma longa jornada nesse ano, não é agora que vamos desanimar. Por isso, preparamos várias surpresas para vocês!

Dessa vez, resolvemos diferenciar ainda mais o nosso Artista do Mês, que agora irá englobar vários artistas de bandas e cantores de um gênero muito famoso e importante no ramo musical: o grunge.

Para os que não conhecem – afinal, para tudo há uma primeira vez – o grunge surgiu lá no fim da década de 1980 para o início de 1990, e é o movimento cultural mais importante desde os hippies.

O movimento de Seattle ganhou fama pelo mundo, marcando a vida de diversos jovens – ou não tão jovens – que se identificavam com seu estilo. O estilo musical sofreu grandes influências do heavy metal, indie rock e até mesmo do hip-hop.

Uma das bandas mais famosas do gênero foi já foi o nosso Artista do Mês aqui no blog, o Red Hot Chili Peppers, consideradas uma das mais influentes na área.

E você com certeza conhece a banda Nirvana, afinal, quem nunca foi embalado pelo som contagiante de "Smells Like Then Spirit"?



Fazendo uma breve “lista” de algumas das bandas grunges, teríamos:

  • ·         Nirvana
  • ·         Red Hot Chili Peppers
  • ·         Alice in Chains
  • ·         Pearl Jam
  • ·         Soundgarden
  • ·         Green River
  • ·         The Melvins
  • ·         Mudhoney
  • ·         The U-Man

Entre elas, devemos destacar duas em especial: a Green River e a Soundgarden. Essas foras as primeiras bandas grunges – que se tem conhecimento – e também as primeiras a gravar com o selo independente de Seattle, a Sub Pop.

Além disso, os integrantes da Soundgarden – já desfeita – formaram outras das bandas importantes do gênero, como Pearl Jam e Mudhoney.

Essas bandas contribuíram de uma forma monstruosa em todo o cenário da época, principalmente pelo fato de ter letras extremamente anarquistas – ou nem tanto – e que contestavam diversos fatores da sociedade.

Até hoje elas ainda falam de apatia, questionamento social, exclusão e a até mesmo política.

Um dos momentos em que a onda grunge mais esteve no alto foi durante a aclamação do Nirvana, onde o seu primeiro álbum, o Nevermind entrou para a história.

O sucesso foi tão grande que chegou a desbancar o álbum Dangerous do próprio Michael Jackson, do 1º lugar da Billboard 200.

Além de “Smells Like Then Spirit”, o álbum também contou com “Come As You Are” e “Lithium”.



 Tudo isso fez com que o Kurt Cobain se tornasse um ícone de toda a cena grunge e do rock alternativo.

Mas como nem só de Nirvana viveriam os fãs, outro álbum veio a estourar mundialmente, o álbum Ten do Pearl Jam, um ano após o seu lançamento.

O álbum é tão incrível que praticamente todos os singles “históricos” do Pearl Jam e da época grunge estão inclusos nele, como os clássicos “Alive”, “Even Flow” e “Black”.




 E se há outro álbum que também não devemos esquecer, é o Badmotorfinger, do Alice In Chains. Esse foi o terceiro álbum da banda, e os singles inesquecíveis “Rusty Cage” e “Jesus Christ Pose” estavam incluídos em sua playlist.



 Esses lançamentos importantes marcaram todo o ano de 1992, e o grunge então foi totalmente lançado ao mundo, conquistando milhares de pessoas.

Os problemas começaram logo no início do ano seguinte, quando os integrantes das maiorias das bandas passaram a reclamar do excesso de atenção, principalmente o Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, e o Kurt Cobain, do Nirvana.

Além disso, novas bandas post-grunge e bitpop – que se autodenominam anti-grunge – foram surgindo. Como algumas bandas grunges acabaram por se desfazer ou perder visibilidade, o grunge também foi se enfraquecendo aos poucos.

Em 8 de abril de 1994, o pior aconteceu: Kurt Cobain foi encontrado morto em sua casa, com um ferimento de bala disparada por ele mesmo. Assim, ele deixou toda uma carreira, além de Courtney Love – sua mulher – e a filha Frances.

Para muitos, esse é considerado um dos marcos mais importantes da cultura grunge, pois foi a morte do maior ícone da época. Naquele mesmo ano, Pearl Jam acabou por cancelar uma turnê e fazer menos shows por conta de um boicote à uma empresa.

Já em 1996, o Alice in Chains também fez suas últimas apresentações com o Layne Staley como vocalista, pois este acaba por ter uma overdose de speedball em 2002.

Nesse mesmo ano, o Soungarden vem a se separar logo após o lançamento do seu último álbum de estúdio, o Down on the Upside, com os singles “Burden My Hand” e “Dusty”.




Mas, apesar de tudo, é bom que algo fique bem claro: o grunge não está morto, longe disso!

Atualmente, bandas como Red Hot Chili Peppers, Pearl Jam e Mudhoney ainda estão na ativa e fazem muito sucesso, sem contar as diversas outras que, mesmo não tendo sucesso mundial, fazem a diferença.

O Mudhney, por exemplo, lançou em 2013 o álbum Vanishing Point, com os singles "Chardonnay" e "Slipping Away".



 Nessa lista também entra o Stone Temple Pilots e o Soundgarden, que voltaram a se reunir em 2008 e 2010. Porém, para estas, o destino foi mais cruel.

O vocalista da Stone Temple Pilots, Scott Weiland, foi encontrado morto em 2015, após uma overdose no ônibus da banda.

E no Soundgarden, ainda aqui, em 2017, Chris Cornell foi encontrado após cometer suicídio logo após o show.

São notícias extremamente tristes tanto para o grunge quanto para outros movimentos musicais e culturais, mas também fortaleceram as diversas bandas ainda na ativa.

Ainda assim, as bandas a artistas grunges continuam por aqui, animando multidões e multidões de jovens – os antigos e os de hoje –, provando o quanto as camisas quadriculadas e o som alternativo podem fazer a diferença.
  
Gostou do nosso texto Deixe seus comentários, compartilhe esse conteúdo com seus amigos e siga a Kick Push Wear no Facebook, Instagram e YouTube.

Nenhum comentário

Kick Push Wear. Tecnologia do Blogger.