Loja Kick Push Wear

Dia da Juventude e das Artes



Além do Dia dos Pais e do Aniversário do Nascimento do Hip-Hop, agosto também é o mês em que comemoramos o Dia Internacional da Juventude e o dia Nacional das Artes, ambos no dia 12 de agosto.

Mas afinal, qual a importância dessas datas?

É bem simples, a preocupação com os jovens da atualidade e a preservação e propagação das artes em geral, como o hip-hop e o breakdancing, por exemplo.

O Dia Internacional da Juventude foi estabelecido em 1998, nas Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude em Lisboa, Portugal.

Geralmente nesse dia ocorrem diversos eventos com foco na juventude, além da chance que os jovens costumam ter em ganhar descontos e promoções por diversas instituições.

Já o Dia Nacional das Artes é um comemoração brasileira que está também ligada ao Dia do Artista.

Como já fica bastante claro pelo nome, é essa a data que nos foi reservada para discutir a importância das diversas formas de artes em vários contextos, como na sociedade, no dia-a-dia, na nossa vida.

A junção dessas duas datas comemorativas em um mesmo dia tem um significado muito importante.

Nos faz pensa na ligação entre os jovens e a arte, onde temos os jovens como o nosso futuro e a arte como uma das ferramentas para um futuro melhor.

Há também outra coisa que tem tudo em comum com juventude e artes: hip-hop.

Por ser um estilo de bastante cunho social é muito presente na vida dos nossos jovens, sendo em muitos casos um porto seguro, válvula de escape para muitas realidades nada agradáveis.

E se hip-hop é música, é dança e é estilo, também é arte, uma arte que faz refletir e eleva, seja você criança, jovem ou velho.

Numa sociedade onde muitas vezes o jovem não tem voz, é de extrema importância a existência de um estilo como o hip-hop, capaz de dar conhecimento, voz e vez aos milhares de jovens que precisam ser ouvidos.

Inclusive é desse ideal que surgem muitos projetos com o intuito de conscientizar e mudar a vida de jovens por meio do uso de diversos pilares do hip-hop – como rap, grafite, dança e mixagens.

Como já dizia Chorão: “Eu vejo na TV o que eles falam sobre o jovem não é sério. [...] O que eu consigo ver é só um terço do problema, a juventude tem que estar a fim, tem que se unir.”. 

E é com um trecho da obra de arte musical de Charlie Brown Jr, Não É Sério, que nós da Kick Push Wear terminamos esse texto, esperando que nossa opinião e homenagem sirva de reflexão.



Gostou do nosso texto Deixe seus comentários, compartilhe esse conteúdo com seus amigos e siga a Kick Push Wear no Facebook, Instagram e YouTube.

Nenhum comentário

Kick Push Wear. Tecnologia do Blogger.